quarta-feira, 1 de julho de 2015

JOINVILLE X FLAMENGO


FICHA TÉCNICA 
JOINVILLE X FLAMENGO
Local: Arena Joinville, em Joinville (SC) 
Data: 1º de julho de 2015 
Horário: 22h  
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS) 
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse (SP) e Marcelo Bertanha Barison (RS)
JOINVILLE: Agenor, Mário Sérgio, Douglas Silva, Guti e Diego; Danrlei, Anselmo, Willian Popp e Marcelinho Paraíba; Niltinho (Lucas Crispim) e Kempes 
Técnico: Adílson Batista
FLAMENGO: César; Ayrton, Samir, Wallace e Jorge; Jonas, Canteros, Alan Patrick (Gabriel) e Everton; Marcelo Cirino e Emerson 
Técnico: Cristóvão Borges

ADM FLAETERNO

domingo, 28 de junho de 2015

FLAMENGO X VASCO



Mengão e Vice fazem hoje uma partida às avessas. O clássico das multidões desta vez não  terá o Maraca como  palco, pois os "gênios" do marketing  escolheram a cidade de Cuiabá como sede. Nada contra, mas Flamengo x Vasco sem Maraca perde um pouco a graça, né não?

Bom, o Mais Querido é maioria em qualquer lugar da Galáxia. Sendo assim, contamos  com o apoio da galera cuiabana contra nossa baranga de fé.

Vamos vencer e sair da zona maldita e eles...  Que sofram na lanterna.


Adm Flaeterno

segunda-feira, 22 de junho de 2015

A ORQUESTRA RUBRO-NEGRA PERDE SEU VIOLINISTA



Hoje a nação  rubro-negra acordou mais triste ao ver sua  orquestra sem seu mais expressivo  violinista.
Carlinhos foi um  misto de simplicidade e eficácia, foi mais que jogador de futebol, técnico...

Virou ídolo, mito, ícone, um símbolo na cor preta e vermelha. A ele deixamos nossa eterna gratidão.

Descanse em paz!


   Adm Flaeterno.

sábado, 20 de junho de 2015

FLAMENGO X ATLÉTICO-MG



FICHA TÉCNICA
FLAMENGO X ATLÉTICO-MG
Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 20 de junho de 2015 
Horário: 16h30 
Árbitro: Thiago Duarte Peixoto (SP) 
Assistentes: Fabricio Vilarinho da Silva (Fifa-GO) e Alex Ang Ribeiro (SP)
FLAMENGO: César; Luiz Antonio, Wallace, Samir e Pará; Márcio Araújo, Canteros e Everton; Gabriel, Eduardo da Silva e Emerson 
Técnico: Cristóvão Borges
ATLÉTICO-MG: Victor; Patric, Leonardo Silva, Jemerson e Douglas Santos; Rafael Carioca, Giovanni Augusto, Dátolo e Maicosuel; Thiago Ribeiro e Lucas Pratto
Técnico: Levir Culpi
Adm.Flaeterno

domingo, 14 de junho de 2015

SIMPLICIDADE CRISTOVIANA


Boa tarde, Flaeternos!
Sei que poderia começar os trabalhos de hoje falando do jogo contra o Coritiba, mas não,  preferi falar do Cristóvão que chegou ontem  ao quarto jogo sob o comando do clube.
Cris Borges não é nenhum Telê Santana, Rinus Mitchell, Pep Guardiola, longe disso, nosso treinador não é um Einstein,  gênio, mas traz  algo que me chama muito a atenção que é fazer o obvio, o cara simplesmente não inventa e também não tem porque inventar, ele segue aquela venha filosofia do nostálgico mundo boleiro:  “Quem esta melhor joga”, parece simples mas não é, vemos por aí  vários técnicos reféns de jogadores, não só no futebol brasileiro mas por aí a fora, e a versão baiana do Lula Molusco não tem  medo, chega de mansinho vai mudando o time e pronto. Com ele não tem dubiedade  em escalação, suspense ou coisa do tipo, joga quem tá bem e quem não tá, vai pro banco.

 Posso até estar mandando um texto simplista pra vocês,  impregnado de  banalidade, mas  que traz  no seu corpo uma mísera pergunta. Como  um técnico alcança o rendimento de um time com as mesmas peças que o outro não alcançou?

Simples, o cara não inventa, faz  o trivial.
Malandro, Cristóvão começou pela cozinha. A gente sabe que o Flamengo  tem uma defesa passível, nada espetacular, com jogadores bons e outros nem tanto.
Paulo Victor  é inconteste, aí não há discussão, é o titular.  Nas laterais Cristóvão buscou a efetividade, trouxe Luiz Antônio pra direita e deslocou Pará pra esquerda depois  de ver contra o Cruzeiro uma nação inteira  com  PICOs hipertensivos após a atuação catastrófica do gordinho.  Pronto, buscou as melhores alternativas  pra posição até que o Armeiro volte.
No miolo de zaga, descolou Wallace pro lado direito (sua posição de origem)  e foi logo pra enfermaria dar  alta hospitalar pro Samir.  No meio campo, fixou Jonas como primeiro cão-de-guarda, deixou Marcio Araújo como segundo homem e pôs Canteros mais à frente, com a responsabilidade de pensar o jogo, já que não temos ninguém pra posição.  No ataque, trouxe Gabriel e Éverton para desempenharem um  papel importantíssimo  que é o de jogarem como  jogadores-gangorras, ou seja, no mesmo momento que atacam têm a incumbência de ajudarem  na marcação. Para finalizar, foi  aos túmulos da Gávea para tirar o nome do  Eduardo da lápide. Pediu  o cara para jogar  como centroavante, na área, deu  a ele a responsabilidade de finalizar as jogadas.
Com  poucas palavras e fala mansa Cris vai introduzindo sua filosofia de trabalho e ganhando o grupo. Com ele não tem essa de privilégios, de patente, de medalhão ou jogador insubstituível, vide o banquinho pro Cirino.

É cedo ainda para êxtase, euforia  ou  coisas do tipo, mas já deu pra perceber que o Flamengo  de hoje é um time que já possui um perfil e que tem um jeito de jogar, simples é claro, mas não tão vulnerável e improdutivo como antes.

As perspectivas são boas, pois alguns reforços  já chegaram durante a semana  e outros de bom nível estão por vir.  Passada a turbulência é tempo de tranquilidade,  é  hora de  trabalhar na maciota a parte técnica-tática da equipe.

O próximo adversário será   o Atlético Mineiro no maraca. A magnética  com duas vitórias consecutivas começa sair do CTI e  encher seus   pulmões de ar. É jogo pra 40 ou 50 mil.   Vamos buscar os 3 pontos e subir na tabela.


Sorria, você é rubro-negro!

IMPRENSA VENDIDA PRA SP